segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Ah... se eu pudesse voltar atrás


Por mais que você seja uma pessoa que olha a diante, encarando o passado como aprendizado, sempre tem aquele momento em que pensamos: ahh... se eu pudesse voltar atrás.
Eu sou dessas pessoas que por mais que as coisas aconteçam diferente do que desejei, sigo em frente buscando as novidades que a vida me reserva. 
Costumo dizer que muitas vezes as coisas não acontecem como desejamos, mas o fato daquilo que tanto queríamos não acontecer, por vezes trás no futuro algo muito melhor e que nem imaginávamos.
Fala que isso nunca aconteceu com você?
Você fica bravo, chinga a vida, acha que o universo inteiro conspira contra você... e derrepente a vida te traz uma surpresa.
Isso aconteceu comigo quando graças a crise sai do Itaú, fiquei arrasada, mas acho que se eu tivesse ficado lá hoje não estaria aqui na agência. E é fato que já aconteceu muitas outras vezes.
Enfim, tudo isso para falar que por mais que você seja essa pessoa que sempre olha em frente, é inevitável aquele momento que gostaria de voltar atrás, ou não é?
Eu tenho o meu e sei exatamente qual é... aahhh, os meus seis anos, colinho do papai...
Todo esse devaneio louco começou por causa de uma música linda que ouvi no blog da C&A, do Thiago Pethit. A música e o vídeo são lindos e inspiradores.

Curtam aí (:




Mapa Mundi

Me escreva uma carta sem remetente
Só o necessário e se está contente
Tente lembrar quais eram os planos
Se nada mudou com o passar dos anos
E me pergunte o que será do nosso amor?
Descreva pra mim sua latitude
Que eu tento te achar no mapa-múndi
Ponha um pouco de delicadeza
No que escrever e onde quer que me esqueças
E eu te pergunto o que será do nosso amor?

terça-feira, 24 de agosto de 2010

A inspiração que tudo muda!


Eu estava fazendo meu mochilão pelo Centro, quando a Brastemp gravava um novo vídeo para a campanha da Inverse. Quando vi o lance dos espelhos e as pessoas andando pelas ruas, logo imaginei que saíria algo bem bonito.
Eu estava certa, o filme saiu pra lá de bonito e o audio está incrível, emocionante.
Um ótimo exemplo de ideal de marca (brand ideal) atrelada a uma mensagem relevante, me emocionou, me envolveu e passou o tempo inteiro o conceito Inverse da Brastemp.
Gosto muito deste conceito de inspiração, de um novo jeito de enxergar e fazer as coisas.
Por que temos que sempre fazer o mesmo? Por que viver alegrias já catologadas?

Inspire-se!



E já que estamos falando de Brastemp, vocês já assistiram o Desobivialize?

domingo, 22 de agosto de 2010

Diga-me, por que a neve é branca?


Depois de um domingo maravilhosos desses, mas muito cansativo nada como uma boa música.

Grace do 1997 é uma das mais doces e lindas músicas que já ouvi. Melodia que parece afagar os ouvidos e letra que inspira a imaginação. Quando  a ouço, gosto de fechar os olhos, imaginar que tenho asas e deixar a imaginação me levar junto com Grace.

Espero que curtam!




Logo menos terá textinho da FILE, Ecológica e Transfer aqui... exposições lindas que estão rolando aqui em SP.

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Seguem as noites frias...



Esse frio está de matar. Que tal um pouquinho de música para aquecer esse blog?

Conhecem a AIVE? Eles são lá do RJ, da cena underground. Eu sinceramente acho estranho falar em underground atualmente, mas pelo menos quando os conheci, essa cena existia e era muito boa.
Procurei novidades da banda na internet, mas não encontrei. Alguém sabe se a banda continua? Está fazendo shows?

Enfim, ouçam essa música que guardo com carinho há bastante tempo. Para ser bem sincera é a única música que guardei deles... acho que me identifico bastante, talvez você se identifique também.

Não sei se eu que sou 'zefa' demais, mas não conseguir colocar mp3 aqui, então coloquei em um vídeo, mas o que importa mesmo é a música, tá?

Trilhos - Aive



video

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Instruction Manual for Life



Uma amiga me enviou uma animaçãozinha super bacana, uma história simples e cheia de reflexões.
Vale super a pena!
A viagem pode (e deve) ir muito além, mas aí vão algumas das reflexões que ela me levou a fazer:

1. Será que tudo que nos ensinam é o certo?
2. Por que as coisas se convencionam?
3. Por que ao invés de nossos pais e educadores provocarem questionamentos, eles colocam "verdades" na nossa cabeça? As respostas parecem sempre prontas.
4. Temos mesmo que acreditar no que todo mundo acredita?
5. Existe uma única verdade sobre as coisas? Óbvio que não? Mas para pra pensar se você já não bloqueou a idéia de alguém sobre algo, por acreditar que a verdade sobre aquilo era outra.
6. Cada vez tenho mais certeza que o mundo seria uma merda se fossemos todos iguais.
7. Padrões muitas vezes surgem do medo de se diferenciar.
8. Muitos agem mais pelos pensamentos dos outros do que pelos seus próprios pensamentos.
9. Bater de frente talvez não seja (na minha opinião, definitivamente não é) a melhor maneira de convencer as pessoas sobre suas ideias.

Tudo isso me lembrou uma ótima frase da música "Interlúdio Para um Bar de Beira de Estrada por 33 anos Fora do Mapa" do Dance of Days:
" As pessoas sempre vão falar, pois suas línguas lhe vencem os dentes e seus medos e inseguranças sempre acabam em dedos ao diferente."

Se quiserem comentar as suas percepções, fiquem a vontade!!! 



----------------------------------

Ah, ainda não contei aqui que saiu um texto meu sobre Geração de Conteúdo na Agências de Publicidade no CHMKT. Para quem quiser conferir, click aqui.

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

O que é ética?

Ótima entrevista no programa do Jô com Mario Sergio Cortella, na qual a ética é discutida.
Este assunto foi levantando ontem na aula de Responsabilidade Socioambiental e apesar de ser algo que discutimos desde a época da escola e muitos terem uma certa preguiça, acho interessante perceber como o tempo, as experiências, as pessoas e o ambiente mudam nossa visão sobre ética e moral, portanto repensar o assunto é importante, pois novas 'respostas' e 'questionamentos' surgirão. 

Não vou me prolongar, o vídeo é bem legal. Confiram!

E fica a pergunta: para você, o que é ética?


segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Mochilão SP: Parque da Água Branca




Domingão de sol combina com parque!

O parque da Água Branca fica na região da Barra Funda, na Av Francisco Matarazzo. Para quem mora no extremo sul de São Paulo, como eu, é um pouco longe, mas vale super a pena.
O parque tem, além de muito verde, diversas atividades e um cuidado especial com a melhor idade.
Pude perceber que ali, essa geração tem espaço e opção: há lugar para aqueles que buscam praticar atividades físicas, na Praça do Idoso existem alguns equipamentos para exercitar o corpo e renovar a alma; Para os senhores e senhoras e, até mesmo, jovens, adultos e crianças amantes da boa música há espaço ao ar livre para curtir e admirar grupos musicais, no domingo um grupo estava tocando clássicos como Brasileirinha,  Trem das Onze... como estava com a família e meu sobrinho logo saiu correndo para desbravar o parque não consegui me informar se o grupo sempre se apresenta por lá, mas sei que na praça próxima aos quiosques de leitura sempre se apresentam grupos de música, dança e teatro;
E para aqueles que sentem falta da vida tranquila de tempos atrás em São Paulo ou para aqueles que sentem falta da terrinha que deixaram para vir para cá, há também o "cantinho caipira" do parque, um verdadeiro espaço reservado a cultura sertaneja e interiorana com muita música e comida típica. Lá vi que não existe idade para soltar o corpo e se jogar numa boa dança, seja sozinho, em dupla e até mesmo em rodas muito animadas.
Me impressionou a limpeza e organização. As pessoas em geral são bastante acolhedoras e educadas, o que faz do parque um ambiente bem familiar e tranquilo, sem aquela 'muvuca' que vemos muitas vezes no Pq. Ibirapuera, na Av. 23 de Maio.
Dentro do parque há o Aquário Água Branca, com muitas espécies de peixes e anfíbios. O aquário funciona como uma estação de conhecimento e conscientização sobre a importância  da preservação das águas para a vida animal e humana. Ali, além de admirar as bonitas e esquisitas espécies de peixe, fiquei feliz em ver a criançada curiosa, com fome de saber, perguntando sobre os peixinhos.
Para essa criançada toda, jovens e adultos com fome de conhecimento, tem também os espaços de leitura.  E fala se não é uma delícia ler ao ar livre? Sentindo a brisa do vento e ouvindo o som dos passarinhos.
O parque é bem grande, não deu tempo de conhecer tudo que ele oferece em apenas um dia, na saída avistei uma grande área que não conheci, parece ser dedicada  a cavalos, equitação... vi que tem até a casa do cavalo árabe. Fiquei curiosissíma e espero voltar em breve.
No site do parque dá para conferir todas essas atrações, os cursos, atividades e o calendário de eventos.

#ficadica

Essa merece estrelinha especial, como não sei fazer estrelinha, vai um balão (rs) ♦

E um muito obrigada a @mariliases e fez as montagens pra mim.
Deu pra perceber que melhorou bastante, né?!

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Mary e Max


Tenho mais um mochilão para postar, mas como não deu tempo de escrever o post, vai um dos trechinhos mais bonitos de Mary & Max para vocês.


" [...] Você é imperfeita e eu também. Todo os seres humanos são imperfeitos, até mesmo o homem do lado de fora do meu apartamento que joga lixo no chão.
Quando eu era jovem, eu queria ser qualquer pessoa menos eu. Dr. Bernard Hazelhof disse que se eu estivesse numa ilha deserta então eu teria que me acostumar com minha própria companhia, só eu e os cocos. Ele disse que eu teria que aceitar a mim mesmo, meus defeitos e tudo mais, e que nos não escolhemos nossos defeitos. Eles são partes de nós e nós temos que viver com eles.
Nós podemos, entretanto, escolher nossos amigos [...]" Max

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Here Come The Waves

Ontem falei do trabalho do Guilherme Marcondes e da animação feita para banda Decemberists.Achei o vídeo no youtube e to postando aqui para vocês conferirem. Muito bom!
Surreal, psicodélico e a trilha... bom, nem vou falar é só assistir, ouvir e sentir!!!

domingo, 1 de agosto de 2010

Anima Mundi



Desde o dia 28 de julho até hoje está rolando o Anima Mundi 2010 no Memorial da América Latina, aqui em Sampa. Além das oficinas que dão o gostinho dos mais variados tipos de animação, rolam as sessões de curtas e longas animados.
Ontem fui ao evento e assisti muita coisa legal. Os curtas do Guilherme Marcondes surpreenderam bastante, daqueles que fazem a gente sair da órbita, com destaque para as animações criadas para o disco "The Hazards of Love", da banda The Decemberist, que é uma verdadeira viagem e as músicas são sensacionais, a banda merece um post aqui e, a animação Tyger, que mostra muito de São Paulo com um olhar bem diferente, um Tigre vai andando pela cidade e imagens 'incandescentes' começam aparecer. Na mesma sessão pude conferir o trabalho de Stephen Hillenburg, o diretor e produtor do nosso queridíssimo Bob Esponja, calça quadrada.
Na sessão de curtas para voto popular, os que mais me chamaram atenção foi o curta brasileiro Entre nós, que mostra uma relação de pai e filha e o francês L'Education Sentimentale, que mostra de uma forma divertida e inusitada o olhar de um homem sobre o corpo feminino e o de uma criança.
O grande destaque para mim e para todos que estavam comigo lá foi o longa Mary & Max, quando vi o trailler já esperava que fosse bom, mas foi muito melhor.
Mary & Max é uma lição sobre amizade, aceitação do que somos e como nossos pais refletem em quem somos. Algo que ficou muito marcado em mim é quando Max diz: "Não podemos escolher nossos defeitos, nascemos com eles, mas podemos escolher nossos amigos." Se quisermos conquistar amizades verdadeiras, temos que ser exatamente quem somos, pois um amigo de verdade aceita a gente como a gente é e cabe a nós aceitar nossos amigos como são também.
Mary & Max é realmente emocionante, vale muiiitoo a pena assistir.
Ainda não sei onde está passando ou se tem algum lugar na internet para assistir ou baixar, assim que souber posto aqui. E se alguém souber me avisa, esse é aquele filme que quero ter em casa para mostrar para os meus filhos, se um dia eu tiver filhos. 
Enquanto isso, confiram o trailer.





E quem quiser correr, o Anima Mundi tem sessões hoje até às 21h30.
Para saber mais do Anima Mundi, clique aqui.


#ficadica